MAIS SOBRE GENTE DO QUE SOBRE ROUPAS

“O que eu ouço, eu esqueço.
O que eu vejo, eu lembro.
O que eu faço, eu entendo.”
Confucio

Quando a gente fez curso de consultoria de imagem, em 2002, o projeto final proposto tratava de elaborar “dossiê de estilo” pra um cliente imaginário: a gente tinha informação sobre o tipo físico dele, sobre gênero, profissão e algumas preferências de vestir. É claro que terminando esse curso a gente não tava se sentindo preparada pra atender clientes de verdade, na vida real — e a gente estudou em turmas diferentes, mas nas duas havia mais de 30 alunos e só 1 de cada turma segue até hoje como personal stylist.

o que faz uma consultora de estilo, como funciona a consultoria de estilo

A Oficina ministra curso de formação desde 2012 e a gente fundamentou toda a estrutura do programa querendo que as participantes se tornassem nossas colegas de profissão — e não apenas pagantes de mais um curso. Nossa proposta pra que a maior parte das nossas alunas se sinta realmente preparada pra atender clientes na vida real é: que a experiência seja vivida ainda no programa do curso, num atendimento de verdade, trabalhando com serzinhos humanos completos.

Ou seja: seres humanos

-com contradições de personalidade,
-com vontades flutuantes e não-rígidas,
-com dificuldades em relação às suas vidas profissionais e rotinas de trabalho,
-com filhos pequenos que “atrapalham” os horários da consultoria,
-com crianças que choram e demandam atenção,
-com maridos e mães que tem opiniões super sólidas,
-com silhuetas desafiadoras,
-com traumas e experiências passadas ruins e marcantes,
-com dias de muita vontade e outros dias de pouca vontade (com tudo),
-com imprevistos.

Quem se sente mais à vontade trabalhando com serzinhos humanos controlados, em ambientes controlados, pode ser bem feliz seguindo a profissão de stylist! Modelos contratadas pra fotos e filmes não reclamam (nem de salto nem da vida!), modelos não tem filhos chorando, modelos cumprem seu papel profissional estando 100% à disposição de quem contrata — nesse caso, modelo não tem nem opinião.

((E tudo bem quando se está consciente de que é isso que gera satisfação, é essa atividade que faz feliz: temos ex-alunas incríveis que foram honestas consigo mesmas e, ao passar pela experiência prática de atender clientes de consultoria, assumiram -pra si mesmas- que não é isso que curtem — e seguem felizonas em carreiras alternativas! Ninguém é obrigada a gostar de trabalhar com gente!))

Mas quem sente a consultoria de estilo como vocação, como entrega profissional que satisfaz a alma, precisa exercitar o acolhimento de toda a complexidade do ser humano. É isso que acrescenta significado ao nosso trabalho, esse é o OURO dessa nossa profissão: clientes cheias de questões “contraditórias-atrapalhadoras” não são exceção, são regra! Todas nós temos todas essas questões!

Cliente que tá sempre aberta a sugestões + tem o “corpo ideal” + tem roupas incríveis no armário, cheias de “bom gosto” + tem total disponibilidade de tempo + tem dinheiro sobrando pra fazer compras + topa tudo que a gente indica = não existe. É preciso exercitar flexibilidade o tempo todo pra atender cada uma das clientes que confiam na nossa entrega ao longo da nossa carreira. E a cada cliente atendida a gente cresce não só profissionalmente, mas pessoalmente também. <3

Quem espera fazer curso de consultoria e receber moldes prontos de atendimento pra seguir replicando fórmulas prontas pode sentir mais satisfação em serviços que envolvam linha de produção. Na metodologia humanizadora da Oficina de Estilo a idéia é outra: a gente trabalha artesanalmente.

+ COMO FUNCIONA UMA CONSULTORIA DE ESTILO
+ COMO SE TORNAR UMA PERSONAL STYLIST
+ COMO CONSTRUIR UM GUARDA-ROUPA INTELIGENTE

Oficina de Estilo no seu email
IDÉIAS PRÁTICAS PRA FACILITAR O VESTIR!
  • e comprar menos e melhor
  • e se arrumar em menos tempo
  • e se sentir linda e autêntica com o que tem no guarda-roupa
  • e exercitar criatividade e se sentir empoderada <3