O QUE A PERSONAL STYLIST VESTE

A gente percebe uma diferença *especial* entre o jeito de vestir de quem trabalha com moda e o de quem trabalha com estilo pessoal (alô consultoras!). No convívio com nossas colegas de profissão — e com alunas que tão no caminho da formação pra se profissionalizar — a gente vê looks originais, impecáveis, com peças lindas/elegantes/charmosas… mas quase sempre discretos, sem muitos fashionismos ou extravagâncias, sem nada que “grite” no look.

Ó o que acontece: quem trabalha com a identidade visual de outras pessoas-clientes DOMINA os códigos do vestir, conhece tendências e truques de styling… e a escolha por discrição pode vir do próprio trato com as clientes. Quase sempre, quem procura uma personal stylist não quer ser superfashion ou supermoderna: quer acertar nas compras, quer ter tempo pra cuidar de coisas mais importantes do que roupa (!!!), quer ter guarda-roupa inteligente, quer se vestir com segurança de sentir exatamente como quer se sentir (na vida).

Faz super sentido, então, pensar que personal stylist não quer chocar clientes, não quer fazer ninguém se sentir menor ou “pra trás”, careta ou distante desse “universo do vestir bem”. A intenção é comunicar segurança, serenidade, credibilidade, personalidade e – mais que tudo! – deixar a cliente confortável pra expor suas vontades e eventuais inseguranças. Perfeição não cabe na condição humana, e já faz parte do trabalho de consultoria ajudar a ajustar as expectativas de cada cliente pro que é humano e possível. <3

Mais importante no vestir da profissional do estilo pessoal é:

_mostrar atenção à qualidade, ao caimento e ao acabamento do que se escolhe vestir
_cuidar da boa manutenção de tudo que se usa (alô impecabilidade!) – mas sem afetação, sem esforço exagerado… dentro da naturalidade!
_exercitar no próprio look habilidades de manipular/administrar proporções, texturas, cores (inclusive os neutros! com criatividade!), materiais originais e acessórios

E então, por último mas não menos importante: numa consultoria que propõe trabalhar autoconhecimento pra ter resultados em autoestima, só tem resultado eficaz quem obtém informação autêntica sobre ‘quem cada cliente é’ e ‘que tipo de vida ela vive’… pra então traduzir essa info num guarda-roupa equivalente, coerente. Por isso quem BRILHA é a cliente, e não a consultora! O trabalho depende dela, é feito pra ela e junto com ela — e quem tem que aparecer, ser elogiada e reconhecida é quem é ela, a (nossa) estrela.

Oficina de Estilo no seu email
IDÉIAS PRÁTICAS PRA FACILITAR O VESTIR!
  • e comprar menos e melhor
  • e se arrumar em menos tempo
  • e se sentir linda e autêntica com o que tem no guarda-roupa
  • e exercitar criatividade e se sentir empoderada <3