QUERO PARECER CRIATIVA

(A experiência prática de atendimento à clientes de consultoria de estilo pessoal conduziu a gente pra elaboração de uma metodologia de trabalho com a nossa cara: desde 2003 a gente aqui na Oficina procura respeitar as preferências, o estilo de vida e a personalidade de cada cliente — e ensina cada uma a seguir exercitando isso mesmo.)

Todo mundo -sem exceção- carrega um estilo pessoal só seu, e tem um monte de características próprias na hora de escolher como se apresentar. Muitas dessas características vêm de referências de lá de trás (mãe, amigas, irmãs, ídolos de infância…) e daqui do lado (amigas, colegas, ídolos de agora, revistas, sites, novelas…) — e juntas, traduzidas nas escolhas de vestir, são responsáveis pela “nossa cara”.

Então a gente tem características que são “propriedade adquirida”, mas tem algumas sensações que a gente quer adquirir, sabe?

Assim: a gente vem trabalhando com uma cliente que não se veste de modo divertidão — ela sempre usou cores neutras e poucas estampas, peças num caimento mais sóbrio, tem uma profissão mais formal, tem uma elegância natural dela, mas… hoje, com esse monte de informação de moda borbulhando em todo tipo de mídia, ela tem sentido uma vontadinha de experimentar mais, de misturar cores, de usar estampas artísticas, de coordenar acessórios, de ser mais criativa!

Nosso papel é: investigar junto com ela de que jeito essa vontade pode se materializar, entender o que cabe na vida real dela, experimentar muito juntas e seguir exercitando!

Como essa cliente, todo mundo tem uma maneira singular de ser criativa. A gente compartilha aqui direções gerais que guiam esse nosso trabalho, e quem sabe mais gente — que se identifica com a demanda dessa cliente — aproveita pra desfilar sua porção criativa também, ó!

muitas cores
Pessoas naturalmente criativas têm muita facilidade em misturar cores e fazer coordenções ousadas, então se a gente começar a praticar isso, mesmo que em porções pequenas, já se consegue um efeito e tanto. Dá pra aproveitar essa “tendência” de bloco de cores e todo esse monte de roupa e acessórios ultra-coloridos que invadiram as vitrines nacionais pra arriscar um pouquinho mais. Um jeito bem seguro de ousar nas cores é escolher uma cor bem viva, tipo a favorita da vida, pra comprar uma ou duas peças e depois coordenar com uma de suas análogas. Exemplos ajudam: quem gosta de azulão pode juntar uma sapatilha e uma blusa nessa cor e daí coordenar com detalhes em roxo, lilás, tons de rosa, tons de verde… sacou?

estampa com estampa
Não tem nada mais criativo que misturar estampas. E nada mais “agregador-imediato-de-interessância” também! Dá pra coordenar estampas discretas, viu gente, não precisa sair por aí estampadíssima, não. Imagina que chique uma calça risca de giz marinho e branco com uma camisa marinho de bolinhas miúdas vermelhas: ousada, criativa, mas nada gritante. O segredo pra coordenar duas estampas é escolher estampas que tenham pelo menos uma cor em comum entre elas. A partir daí, o céu é o limite!

acessórios divertidos
As criativas adoram chamar atenção também pelo humor e essa pode ser uma lição boa de seguir e deixar o dia-a-dia não tão sério. Na hora de ser divertida é bem mais fácil começar pelos acessórios: bolsinhas em formas de bichos (uma joaninha, um peixe, uma coruja), pingentes em forma de objetos de casa (xícaras, taças de champanhe, livros), anel em forma de boca, pulseira que imita uma algema, uma sapatilha com um pompom colorido… Imagens inusitadas em pedacinho pequenos do look dão essa pitadinha de graça e ainda tiram o visual do lugar comum.

Oficina de Estilo no seu email
IDÉIAS PRÁTICAS PRA FACILITAR O VESTIR!
  • e comprar menos e melhor
  • e se arrumar em menos tempo
  • e se sentir linda e autêntica com o que tem no guarda-roupa
  • e exercitar criatividade e se sentir empoderada <3