blog

  • Numa época em que a gente trabalha mointo e tem bastante responsabilidade, um top jeito fácil e rápido de ficar feminina é usando saias – que têm tudo a ver com nosso lado mulherzinha, já que para os meninos usar saias  ainda não é assim… super ok (clica que é muito legal!). Saia é tipo ‘feminilidade instantânea’. Existem bilhões de modelos, e aqui tem uma listainha com os que a gente mais vê/experimenta na vida real nos últimos tempos. Vamos achar as nossas preferidas?

    sainhastodas1
    retinha, tulipa, godê, lápis, enviesada e em A: todas essas sainhas foram desenhadas pro livro do xico gonçalves, abc da moda ;-)

    Saia tulipa: o Pierre Cardin criou em 1957 um modelo de saia em que as preguinhas ficam perto do cós e somem na parte de baixo da saia –  o volume, então, fica na parte de cima do look, e na parte de baixo a saia fica mais sequinha. Bem boa pra moças bem magrinhas, já que cria volumes – tipo no bumbum e nas coxas!

    Saia godê: é o modelo que mais precisa de tecido pra ser feito! A saia super rodada, com mointo volume, ficou famosa na década de 50 por conta do New Look do Dior – e rodopiou muito nos corpinhos das moças que dançavam o rock n’ roll daquela época. É cortada como um grande círculo, com um espaço no meio pra envolver a cintura de quem usa!

    Saia evasê: também é conhecida como a saia em A, ou seja, mais ampla na parte de baixo do corpo. Na teoria é a saia que mais disfarça quadril grandinho – na prática todo mundo tem que experimentar tudo, e com a mente aberta!

    Saia enviesada: super romântica, super fluida! Sabe quando o tecido é cortado na diagonal e não na direção da trama dos fios? Se a saia é costurada dessa forma, enviesada, ela cria a sensação de silhueta violão – por isso é um modelo ótimo pra meninas com formas retinhas.

    Saia envelope: a saia tem três partes (quase iguais), uma fica atrás e as duas outras se sobrepõem na frente da peça. Dependendo do fecho pode acrecentar volume bem na barriguinha – a parte boa é que quase sempre esas saias são bem sequinhas e acabam afinando o quadril. Mointo boas pra usar com camisetas (ou outras partes de cima quaisquer!) por dentro.

    Saia reta: a mais clássica de todas e a que combina com quase todos os tipos de corpo! A saia reta é bem boa pra ser coadjuvante dos tops mais bafo que a gente tem no guarda-roupa – e Carine Roitfeld apareceu linda com uma versão jeans, tempos atrás (lembra?).

    Saia lápis: é a saia que afunila desde a cintura até o quadril e as coxas – mas é diferente do modelo “tulipa” porque não cria volumes na cintura. Como ela é mais justa do que os outros modelos, fica mais legal em quem tá com tudo em cima, sabe como?

    E tem mais modelos, tem mais jeitos de usar, tem mais opinião e dicas pra dividir. Vamos continuar esse post nos comentários?!? Juntos?!?? ;-)


curtimos

ideias complementares às da Oficina