A TAL ALFAIATARIA

A gente fala muito em alfaiataria por aqui. Muito, mesmo! A gente também fala muito pras clientes e de repente a gente se tocou (ou alguém deu um toque na gente!) que nem todo mundo é obrigado a saber o que a gente quer dizer quando fala alfaiataria. Ufa! Então é o seguinte, quando a gente mencionar nos nossos textos termos tipo calça-alfaiataria, bermuda-alfaiataria, tecido de alfaiataria a gente está se referindo a peças de roupa que têm alguma referência do terno masculino. Pode ser o corte mais reto, o tecido tipo lã fria, as padronagens (risca-de-giz, príncipe-de-gales, etc), o caimento impecável ou detalhes tipo bolso faca, barra italiana ou abotoamento duplo.

Roupas femininas que a gente chama "tipo alfaiataria" sempre trazem mensagem de refinamento, elegância e somam um tanto de formalidade ao look. Isso porque o terno masculino ou a alfaiataria de verdade é um dos ramos da feitura de roupas mais sofisticados, cheios de regras de acabamentos e carregado de tradição. Sabia que a barra de uma calça (ou bermuda, ou saia ou qualquer outra peça) alfaiataria não pode ter a costura aparecendo por fora? Tem que ser uma costura invisível, sutil, perfeita como se deve ser uma boa alfaiataria!!!