B-I-C-I-C-L-E-T-A

"Tem coisa mais chiquérrima que ser ecológico e socialmente consciente?" Foi com essa frase que terminou o email de uma leitora querida que sugeriu que a gente fizesse um post sobre roupas pra quem anda de bicicleta - não como esporte, mas como meio de locomoção, mesmo!!! Acontece que cada dia mais pessoas estão abandonando o carro e aderindo ao transporte coletivo, às caminhadas ou à bicicleta. Essa é uma tendência global, que pra quem mora em São Paulo é quase um sacrifício, mas que cada vez mais vale a pena.

bicicleta

E é difícil mesmo aliar estar arrumadinha com andar/pedalar por aí, por causa do esforço, do calor ou do frio, do suor, do vento... A gente quebrou a cabeça por aqui e analisou as fotos desse blog só de gente de bicicleta (foi de lá que sairam as fotos da galeria) pra pensar em boas soluções. Lá vai!

O segredo está na sobreposição! Sair de casa como uma cebola, mesmo, cheia de camadas, pra ir tirando ou acrescentando conforme ou calor ou o frio vai aumentando. Num dia quente a gente pode pedalar de calça soltinha e regata e quando chegar no trabalho acrescentar um cardigan ou uma paletozinho. Ou num dia super frio dá pra sair de casa com a calça soltinha, camiseta, cardigan e casaco de lã e conforme o calor vai amentando, por conta do esforço, a gente vai tirando as camadas e depois acrescentando quando chegar no destino.

Uma peça salva-estilo pra esse tipo de situação é o lenço: se ventar muito ou chover dá pra amarrar no cabelo, se esfriar dá pra amarrar no pescoço, se esquentar dá pra dobrar e colocar dentro da bolsa que nem ocupa espaço ou dá pra amarrar no passante da calça como se fosse cinto ou na alça da bolsa e ainda acrescentar um charmezinho! Sério, ele pode ser o nosso melhor amigo!!!

A parte de baixo - calça, saia, bermuda, short - tem que ser confortável e permitir que a gente se movimente à vontade, não pode prender. A princípio parece estranho andar de bicicleta com saia e vestido, mas é super comum (dá pra ver pelas fotos). Pra quem não quiser arriscar, a meia-calça ou a legging podem ajudar. Sobreposição na parte de baixo, também!

Os sapatos tem que ser os mais gostosos do guarda-roupa, aqueles que a gente aguenta o dia todo, sem nem perceber que está calçada, porque nossos pezinhos são os mais solicitados, né!?! A gente acha melhor os modelos sem salto - rasteirinhas, sapatilhas, peep-toes, botas flat, oxford - e em dias de chuva, nada como uma galocha bacana. Mas quem ama salto e não vive sem, pode andar de bicicleta ou a pé nas alturas, sim, sem problemas. É só escolher saltos mais confortáveis tipo os mais grossinhos ou anabelas.

E quem aderiu a onda eco-chique tem uma ótima desculpa pra usar mochilas-elegantes-do-verão. Que tal?

[nggallery id=56]