DESFILES COMO ESTÓRIAS CONTADAS

769dfc6ff809b1a1da24d6418ba7b02b.jpg

Um amigo querido (que fez faculdade de cinema) explicou tempos atrás que o cinema é um sistema todo pensado e preparado pra envolver quem se dispõe a participar da estória que vai ser mostrada. Tudo escurinho, com roteiro minuciosanente trabalhado, com imagens cuidadas, com lugares confortáveis, com isolamento de outros sons que não sejam o áudio do filme... e mais: quanto menos contato com o exterior a gente tem (alô celulares desligados!), mais a gente se deixa seduzir e entender a estória que tá sendo contada. É muito verdade né?

E aí é bem possível pensar que com desfiles acontece quase a mesma coisa. Tudo ali tá preparado pra gente conhecer e entender uma estória com início (a inspiração!), muitos meios (tecidos,formas, proporções, cores, sapatos, acessórios, maquiagem, cabelo) e um fim que acaba fazendo parte das nossas vidas, na prática. Tem elementos pensados e preparados pra embalar a gente no decorrer da narrativa - tipo no cinema! - com trilha escolhida a dedo, iluminação e cenários elaborados, modelos selecionadas com critério e tals.

Então a gente vai fazer força pra participar integralmente dessas "contações de estórias de moda" a partir dessa temporada, pra desligar celulares - e twitter! - durante cada "show", pra absorver tanta informação e poesia quanto for possível... e depois, então, dividir e comentar com todo mundo aqui no blog. ;-)