DICIONÁRIO DAS PREGAS

Entre estação, sai estação, tem sempre uma preguinha aqui, outra ali. Pra dar um voluminho, um movimento, às vezes até ajudar na hora de se mexer dentro da roupa. Mas e quando a gente precisa explicar pra alguém - tipo a costureira na hora do ajuste - que tipo de prega a gente precisa, o que faz? A gente resolveu separar então uma mini-lista das pregas mais comuns, só pra ninguém ficar perdido. É tudo simples, nada de achar que prega é origami avançado (hehe). Prega Macho Ela é formada por duas dobraduras viradas para dentro e voltadas uma para a outra. É tipo pegar o tecido, dobrar doas pontas e deixar um retângulo sobressaindo. Olha no desenho que dá pra entender melhor!

prega-macho

Prega Fêmea ou Embutida Na lógica, era pra ser a prega macho invertida, mas ela é mais que isso. A prega fêmea é curva e se insere no meio da parte traseira ou lateral de uma saia. Ali perto da bainha, pra dar maior mobilidade. Sabe, gente, tem muito em saia bem justa, tipo uma aberturinha que tem geralmente na parte de trás, em vez de ser só uma fenda, é uma fensa com tecidinho cobrindo o 'buraco'.

prega-femea

Plissado ou Plissé A gente pode pensar no plissé como um conjunto de pregas, sabe? Ele não vem sozinho - todo mundo conhece saia plissada? As pregas plissadas são mais estreitinhas e todas regulares. Elas são criadas costurando pences - costura que ajuda a modelar o tecido em alguma parte que é pra ser mais curva - ou podem ser prensadas no tecido também. Geralmente, o plissé sai do cós e vai até a bainha.

plissado

Prega Faca São pregas mais discretinhas, bem localizadas. Elas são super usadas pra dar um voluminho discreto, sabe? Pra colocar ali onde tem uma curva. Elas são estreitas e o efeito vem dos vincos bem marcados. Não tem costura, o vinco é feito com o ferro mesmo.prega-faca