"DISFARCE 'POBREZA' COM CRIATIVIDADE"

Quando nêgo fala "o guarda-roupa de inverno deve conter tais e tais peças, já o de verão deve conter essas outras peças" você pensa "gente, no dia que eu tiver um guarda-roupa decente começo a pensar em dividí-lo em estações"? Pois não está sozinha.

A dura, a cruel verdade é que bem pouca gente tem um guarda roupa definido e completo para cada estação. Se esse for o seu caso, saiba que é mais interessante ter um acervo conciso, bem editado e bem coordenado que possa ser usado o ano todo do que ter resquícios de um guarda-roupa de inverno misturado com sobras de um de verão e nada para usar durante a maior parte do ano.

O Net-a-Porter fez um editorial fofo com sugestões de como usar a mesma peça nas duas estações - considerando verão e inverno como centralizadores da mudança de temperatura. Aqui no Brasil, a Revista Manequim fez uma matéria incrível com ideias muito legais no mesmo sentido: reaproveitamento de peças nas duas estações.

O caminho das pedras para usar a mesma peça o ano inteiro é fazer oposições entre perna coberta X perna de fora, cor clara X cor escura, decote X colo coberto com pashmina ou lenço, sapato leve X sapato mais pesado, tecido fluido X tecido estruturado, terceira peça que enfeita X terceira peça que aquece.

Quando nada der certo, aposte na sobreposição de peças, mas não naquela sobreposição que consiste em amontoar tudo que tem no armário, e sim em fazer sobrepor camadas de informação de moda de um jeito interessante e unitário.

Transformar vestidinho em saia usando por cima um cardigã é uma forma fofa de esquentar o look sem perder a peça, por exemplo. Acrescentar um casaquinho ou uma calça mais estruturada para quebrar a fluidez daquela camisa de verão é outra boa saída.

No fim das contas, ganha quem transforma seus pontos fracos em pontos fortes. Que tal reverter aquela conta bancária vermelha da cor da estação em um bônus de criatividade que só a necessidade pode nos proporcionar?

*Juliana Cunha é jornalista e colaboradora do blog da Oficina de Estilo, que sorte a nossa :) ce pode ler outros textos dela pra Oficina aqui -- e os textos autorais dela no Já Matei Por Menos, ó!