HISTÓRIA DO TRECH-COAT

Sempre dá uma pontinha de curiosidade pra saber de onde vieram peças-ícone da moda. Tipo as bolsas da Hermés, ou da Chanel, e o trench coat da Burberry, né? E sabe que quando a gente vai atrás dessas histórias, muitas vezes, elas acabam sendo super mais interessantes do que a gente pensa. No caso do trench coat da Burberry, é possível perceber uma evolução fashion muito louca - e útil!, afinal ele nasceu como uniforme de guerra. Sabia? Na I Guerra Mundial, as batalhas eram de contato - o soldado tinha que se arrastar e se esconder nas trincheiras pra assim chegar perto do adversário. Não era tipo a II Guerra, em que as brigas podiam acontecer à distância, com tanques e aviões e etc. Então o Thomas Burberry - fundador da marca - criou esse casaco pro exército inglês usar na I Guerra. Servia pra proteger de chuva, do frio e tudo o mais, tudo sem perder mobilidade, sendo confortável. Originalmente, o casaco se chamava 'raincoat', mas como os soldados lutavam nas trincheiras - as "trenches" - e daí virou trench coat.

burberry

O casaco funcionou tão bem pra sua finalidade que continuou no uniforme dos soldados ingleses na II Guerra - e o pessoal americano também aderiu. As guerras passaram, mas o casacão ficou. Eles começaram a ficar famosos e entrar na moda mesmo, quando o pessoal do cinema comesou a usá-los. Peter Sellers em Pantera Cor-de-rosa, Humphrey Bogart em Casablanca, Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo... Depois disso ele virou mania e um dos maiores clássicos da moda do nosso tempo.

A parte mais bacana de todas - que faz com que o casaco seja, de fato um clássico - é o compromisso com a tradição. Sabia o que o primeiros trenchs, de 1901, e os desfilados na passarela de primavera 2010 de Nova Iorque em setembro tem características comuns? Como os botões, por exemplo: os trenchs da Burberry tem sempre 10 botões, em duas fileiras de 5. Sem contar que antigamente os trenchs eram feitos nas cores basiconas: bege, cáqui ou preto. Hoje já tem um monte de cor né? Mas as cores 'de sempre' são feitas até hoje, iguaizinhas. Aposto que seu Thomas nem imaginava que seus casacões iriam virar ícone fashion com direito a rede social própria e tudo, hein.