LIÇÕES DE PROFISSÃO COM DANI VALADÃO

Imagina trabalhar pra que a marca tenha identidade fácil de ser reconhecida, que tenha coerência com o produto, com quem compra e usa, e ainda esteja "na boca do povo" o tempo todo, sem ser esquecida? Essas são algumas tarefas de quem trabalha com marketing em empresas de moda. A Dani Valadão cuida do marketing da Gant e contou mais da profissão pra gente, olha só. dani_valadão

COMO COMEÇOU? Comecei minha carreira na área de marketing em empresas de bens de consumo, mas depois acabei trabalhando em agência de promoção e eventos e pesquisa de Mercado. Mas o que eu sempre gostei mesmo foi de moda, por isso me candidatei ao programa de trainee da C&A. Fiquei dois anos na empresa, trabalhando diretamente no varejo e na parte de desenvolvimento de coleção, negociação com fornecedores, etc.

Em 2008 surgiu a oportunidade e o desafio de trabalhar com uma marca nova no Brasil, a Gant. A Gant é uma marca de lifestyle americana super bacana, que tem mais de 600 lojas pelo mundo, mas que a gente ainda não conhecia muito por aqui. Desde então sou responsável pela área comercial da empresa, cuidando das lojas, da equipe de vendas, do Visual Merchandising e da compra e planejamento das coleções. E também sou responsável pela área de marketing e relações públicas da marca aqui no Brasil.

O QUE ESTUDOU E O QUE CONSIDERA MAIS IMPORTANTE ESTUDAR? Fiz faculdade de Propaganda e Marketing, na ESPM e hoje faço MBA em Varejo na FIA. Como sempre gostei de moda, fiz alguns cursos de especialização no Senac e na Santa Marcelina, para ganhar mais conhecimento nesta área. Acho que para trabalhar com Fashion Marketing é importante fazer uma faculdade bacana sim, pois dá bastante base para as atividades do dia-a-dia. As pessoas normalmente acham que trabalhar com marketing em moda é só organizar eventos e festas, mas é preciso saber criar uma estratégia para a marca, conhecer profundamente o seu cliente e saber fazer análise de retorno de todas as ações que são realizadas. Além do conhecimento é muito importante também estar atenta ao que está acontecendo no mercado, o que os concorrentes estão fazendo, ler muito, conversar com pessoas que já tenham mais experiência na área e fazer o máximo de contatos possíveis.

QUANTO TEMPO LEVOU PRA "DAR CERTO" (FINANCEIRAMENTE)? Acho que só consegui começar a pagar mesmo todas as minhas contas sozinha uns 3 anos depois que me formei. No começo, quando era estagiária, eu vendia o almoço para pagar o jantar e não tinha um real na carteira. Mas o bacana é que trabalhando nesta área você acaba conhecendo um monte de gente legal e ganha ingressos para várias coisas!

O QUE MAIS AMA NO TRABALHO COM MODA? O que eu mais amo no trabalho com moda é que cada dia estou fazendo uma coisa diferente e conhecendo pessoas muito diferentes. Um dia estou pesquisando quais são as próximas tendências, no outro estou planejando uma ação para os clientes, no outro estou fazendo compra de coleção, no outro estou em um evento. E em todas as atividades sempre conheço pessoas novas, super interessantes, que tem experiências diferentes das minhas e que sempre me ensinam alguma coisa!

O QUE MENOS CURTE NO TRABALHO COM MODA? Com certeza são as pessoas que não produzem nada de bacana, mas querem aparecer a todo custo.

QUE APRENDIZADO PODE DIVIDIR, EM FORMA DE CONSELHO, PRA QUEM QUER SE AVENTURAR PELO MUNDO PROFISSIONAL DA MODA? Acho que o mais importante de tudo é acertar as expectativas. Trabalhar com moda é mesmo muito legal e um trabalho super dinâmico. Mas é um trabalho que exige muita dedicação, muito conhecimento, aprendizado diário e humildade. Mas com certeza é o que eu mais amo fazer da vida e me divirto todos os dias!

Nossa série de entrevistas continua com as respostas e ensinamentos da Fernanda Yamamoto, estilista que desfila pela primeira vez no SPFW agora em junho e que tem uma loja incrível - cheia coisas de novos estilistas! - aqui em SP. Na quinta-feira!