JÓIAS COMO METÁFORA E INSPIRAÇÃO PRA VIDA

E se a gente se permitisse encantar mais pela imaginação do que pela convenção? E se a gente prestasse atenção no que tem em volta da gente pra então achar sentido no que a gente escolhe - tipo olhar pro que é autenticamente coerente com quem a gente é e com a vida que a gente tem, ao invés de procurar referências em outras pessoas, outros hemisférios, outros círculos de amigos, frequentadores de outra festa? E se a gente absorvesse cores, formas e inspirações do que de mais inusitado tem no nosso universo particular? É nisso que as jóias feitas pela Victoire de Castellane (para a Dior Joalheria) podem fazer pensar, viu - jóias como metáforas. Essa designer escolheu não seguir "trend alerts" e nem fazer "must haves", e especialmente por isso produz peças lindas, lúdicas, cheias de graça, DIFERENTES DE TUDO e ainda sofisticadas. Faz algum sentido pensar (cada vez mais) que flores, plantas, céu, animais, movimento, alegria, cores e sorrisos tem mais a ver com a gente do que pretinhos básicos ou bolsinhas tipo box - por que ainda assim é possível ser elegante, estar atual. Não é?