MODA COMO POESIA

Eu fiz um curso de literatura na semana passada, gente. E meu professor explicou que hoje a poesia é livre, que ninguém precisa de métrica ou de rima ou de qualquer formalidade pra fazer poesia - precisa fazer e pronto. Mesmo assim os poetas mais legais no nosso tempo (o tempo mais livre de "normas") se impõem restrições e 'dificultadores' como desafio. Pra que cada trabalho seja uma superação, porque cada trabalho/poema super trabalhado significa também ter sido super pensado, estar cheio de intenções implícitas (pessoais), carregar em si mais informação. sobrepoesiaemoda1

Por outro lado, o poema depende de quem lê. Poesia não pode ser lida como a gente lê o resto todo - é uma arte que demanda trabalho: tem que ler com ritmo diferente, com entonação diferente, procurando significado extra nos sentidos de cada palavra, procurando entender espaços e rimas. Pouco importa, no caso de um poema, se ele serve pra alguma coisa. Importa se ele é bonito, se toca quem lê, se faz suspirar. Precisa despertar "sentidos e faculdades"- humor, inteligência, sensibilidade, imaginação. Pra gente ter vontade de reler e de ler mais.

E não é assim também com o que a gente veste? A gente também pode vestir o que quiser mas investe tempo e pensamento num look, cheio de intenções. E também gasta tempo e se dedica a "ler" os looks dos outros - pra sentir, pra procurar significado, pra se deixar inspirar por aquilo. Demanda trabalho e dá trabalho, às vezes é mesmo um desafio, mas tem recompensa. E se não é assim sempre, devia ser. Não devia?