MODA DEMOCRÁTICA É O FUTURO

Tem uma notinha na Vogue América contando de uma parceria do Hussein Chalayan com uma marca de jeans chamada J Brand. A gente entende que o Hussein Chalayan é, provavelmente, um dos estilistas mais visionário do nosso tempo -- olhando conceitualmente pra frente e pensando a moda como vanguarda (mesmo). Já fez vestidos de led que carregavam imagens projetadas em movimento durante um desfile; já fez roupas que se transformavam no corpo de cada modelo, mudando de aparência (mesmo!) e cobrindo-descobrindo partes desse corpo; já materializou como seria a roupa em forma de vento (gênio) e já fez mais, bem mais. A notinha na revista já começa com uma citação sensacional do estilista - razão desse post aqui: "a idéia de que coisas interessantes e vanguardistas têm que ser inacessíveis é super demodê". Roupa democrática - com qualidade e informação bacana de moda - é o futuro, né não?

jeans_chalayan

E é assim mesmo que a gente acha que deveria ser. Todo mundo com acesso a coisas legais, com informação disponível pra montar seu próprio "quebra-cabeça de estilo", com qualidade e preços compatíveis com o que se oferece e com a realidade do universo-consumidor. Imagina que delícia seria viver no mundo ideal da moda? Tomara que a gente esteja caminhando nessa direção, torcemos!