PENSE MODA: AS LIÇÕES DE PAULO MARTINEZ

Como a gente já suspeitava no post pré-Pense Moda, Paulo Martinez fechou o evento com chave de ouro. Um dos top musos dessa Oficina – haha! – falou tanta coisa legal ontem que só cabe à gente dividir aqui trechos dos pensamentos e falas desse editor de moda – ele não gosta de stylist! Foram lições de moda, trabalho e vida, valiosas pra quem está ou quer estar envolvido com o "mundinho". Tudo da experiência desse apaixonado pelo que faz, que deixa atrasar contas mas que não deixa de comprar livros. paulo

Vê um pouquinho do que ele falou de bom:

Sobre fazer styling:

"A Regina Guerreiro me ensinou a nunca olhar a revista de moda do ultimo mês, ela me ensinou a olhar o livro de arte. E tentar sempre fazer uma interpretação autêntica daquilo.”

“Vamos ter um pouquinho mais de cultura na hora de fazer um editorial! Hoje tudo parece raso demais!"

"Só se cria desejo quando se aprende a contar uma estória num editorial, senão a calça preta é só mais uma calça preta."

Sobre a crítica de moda (tema do dia, né?!):

" A gente aprendeu a fazer revista, desfile, editorial... Mas a gente não aprendeu a fazer crítica de moda."

Sobre quem está começando (ou não!)...

"Gente jovem precisa estudar, abaixar o facho e saber que tem um editor de moda que sabe mais que ele no set. É difícil.”

“Os jovens tem uma empáfia muito grande e chegam achando que já sabem tudo. A gente tem que saber que a gente não sabe tudo.

Maior lição da noite:

"É melhor errar grandiosamente, do que acertar pequenininho."

No caso do Paulo Martinez, que tem como trabalho criar as imagens mais incríveis que puder, é provocar o leitor com aquilo. Fazer ele se questionar sobre o que está vendo. Mas vale pra todo mundo né gente? Quem quer se destacar, quem quer fazer um trabalho bacana, tem que tentar. E é melhor errar porque tentou fazer algo muito bom, ou acertar naquele feijão-com-arroz que todo mundo faz. Tem mais "aspas" maravilhosas do Paulo Martinez no twitter do Pense Moda.