COMO COORDENAR ACESSÓRIOS

A gente fala o tempo todo de roupa e quase sempre deixa de falar de acessórios. Não dá, né? Especialmente em tempos de lenços e panos palestinos e tals. Então let's: a gente acha o mais importante de tudo escolher acessórios que estejam em harmonia com características pessoas de quem usa. Tem que levar em consideração estatura, coloração e traços na hora de escolher! E nada aqui é lei, é tudo sugestão! + mais sobre todos os acessórios \o/

acessorios_pqno.jpg

Tipo tamanhos menores pra quem é menor e tem traços delicadinhos, tamanhos maiores pra quem é grande e tem traços mais fortes. Formas arredondadas ou angulares e retas pra quem tem características de um jeito ou de outro: brinquinhos redondos pra quem tem olhos redondos, colares e pingentes mais retos e pontudos pra quem tem sobrancelhas retas e nariz reto, tipo isso. Cores fortes pra quem tem cores fortes na pele, nos olhos e nos cabelos e mais claras e opacas pra quem é mais clarinho, com menos contraste.

Colares podem acompanhar o decote pra ficar ainda mais legais: se o decote é arredondado, o colar também pode ser; se o decote é em V, o colar pode ser em V também (ou pode ter um pingente maior, que pese e crie esse formato); com decotes mais abertos o colar pode ser longo até a linha dos seios; blusas com decotes assimétricos dispensam colares - melhor coordenar com brincões e anéis e pulseiras.

Pulseiras também estão bem aparecendo em todo lugar, tipo braceletes e em verniz, bem tipo as que nossas mães usavam na época da viúva Porcina. A Cris adora e tem um monte, de todos os jeitos: de tecido, com madrepérola, com metais e ossos... incríveis de achar nos brechós da vida. E pulseira divide espaço com anéis e relógios, tudo nas mãos - o que facilita super a coordenação:

Pulseiras mais grossas podem ser usadas sozinhas no pulso ou acompanhadas de anéis, desde que sem relógios ou pulseiras no outro pulso. Pulseiras mais finas podem ser usadas no mesmo pulso do relógio, e a outra mão ainda pode ter anéis. Muitas pulseiras finas ficam mais legais com blusas e casacos de mangas curtas ou 3/4. Anéis maiorzinhos viram destaque com mangas compridas. A gente só não curte usar relógio, pulseiras e anéis na mesma mão, tipo tudo ao mesmo tempo agora.

Broches e pins são excelentes opções pra criar diferenciais no look e pra chamar atenção pra spots que se quer destacar. Tipo nas alças ou no decote, chamando atenção pro rosto. Ou na cintura (dá até pra drapear a peça!), ou na gola da jaqueta, ou mesmo com utilidade: tem uma cliente nossa que prende faixinhas (de acinturar) com broches em vez de dar nó, fica uma graça.

E pra coordenar cores e tons de metal é só pensar em distribuição: um tom ou uma cor deve ser dominante na coordenação, e o resto deve acompanhar (com harmonia e equilíbrio!) esse 'dominante'. Tipo coordenar dourados e prateados dá certo se as quantidades de um e de outro não são exatamente iguais, se tem bem mais d eum do que de outro - o dourado dominando, no maior acessório (ou no que chama amis atenção), e outros prateados, menores, acompanhando. Ou um colar colorido super dominante, coordenado com brincos e anéis e pulseiras menores e mais delicadas, em cores que combinem com essa cor dominante.

Lenços no pescoço pedem brincos menores e nada a mais (no pescoço). Dá pra arrasar com anéis e pulseiras e braceletes nos braços e mãos. Os lenços de agora, usados em volta do pescoço, devem acompanhar o 'peso' das roupas com que são coordenados: tipo lenços mais finos e em tecidos mais leves (ou tramas mais abertas) com looks fresquinhos de verão; e versões mais pesadas e em tramas mais fechadas com looks de frio e malhas e casaquinhos e tals. Pra não ficar maluco, tipo "tá com frio ou com calor", sabe?