CADA UMA COM SEU CLÁSSICO

Tempos atrás teve um editorial (numa Vogue Paris) com a Christy Turlington chiquérrima, reapresentando a nova cara dos clássicos. Segundo a revista, as peças que não têm validade-fashion, e por isso poderiam estar no guarda-roupa de todas nós, são:

  • camisa branca,
  • twin-set,
  • trench-coat,
  • jaqueta de couro,
  • escarpin.

O mais legal do editorial é a maneira diferentona como esses clássicos são vestidos no corpo da modelo -- não que a gente vá sair por aí com a camisa amarrada no corpo (ou, né, por que não?), mas a proposta é repensar o que já existe e já está estabelecido!

sabe o que é um clássico? essa pele linda, não é mesmo!?!

A gente tem um pouco de birra quando pedem pra gente listas de peças que "todo mundo tem que ter" e não acredita que esses "clássicos" (roupas e acessórios!) sejam os mesmos pra todo mundo.

Tá certo que tem algumas peças que transmitem mensagens de elegância desde a época de nossas avós, que vão transmitir isso pra sempre e que valem em qualquer lugar do mundo. Mas pra gente descobrir nossos próprios clássicos o ideal é estudar nosso dia-a-dia e olhar bem de "pertinho" pro nosso guarda-roupa.

Funciona assim: por exemplo, quem trabalha em um ambiente super informal e ama conforto, pode sentir que clássicos são calça jeans e camiseta -- e então vale a pena investir e ter uma pequena variedade dessas peças.

Um outro lado do mesmo exemplo: a Fê não tem no guarda-roupa dela nenhuma calça jeans, nenhum sapato preto, nenhuma camisa branca... clássico pra Fê, hoje, é saia na altura do joelho, cardigan mais fininho e sapatilha. (E eu uso saia muito pouco, mas amo uma boa calça alfaiataria, colares e bolsas grandes -- esses são os meus clássicos!) Deu pra entender?