COMPRAS DE VIAGEM COMO SOUVENIR

E se no lugar das listas de peças e pesquisas de preços e endereços de outlets, a gente levasse expectativas de experiências pra viver em viagens? Um exercício bonito que a gente aqui na Oficina propõe pras nossas clientes de consultoria de estilo é esse: o da gente se permitir não precisar abastecer guarda-roupa quando se está em ocasião de conhecer lugares novos, sentir outros cheiros e comer comidas diferentes, viver outros modos de vida :) encontrar surpresas pelo caminho.

Tamos falando disso e pensando num broche encontrado numa lojinha ao lado do restaurante do almoço, ou no xale bordado vendido na saída do museu, ou nos óculos escuros garimpados no passeio à feira de antiguidades da cidade visitada, ou na bolsa vendida pela artesã na rua, na calçada. Sabe como? O que faz diferença nos nossos armários, o que é único pela originalidade mas também pelo encanto -- além do que pode ser encontrado igualzinho em qualquer filial de fast-fashion ao redor do globo terrestre.

+ do que a gente precisa?
+ mala de viagem leve e completona

Nada contra listas ou busca pelo "mais em conta" -- mas né, quando a gente cuida pra que o guarda-roupa funcione todos os dias da vida, pra todas as ocasiões que se tem, pode ser possível experimentar essa sensação de "não preciso comprar nada". E se tem necessidade/demanda de algo específico, pode ser legal:

  • procurar blogs locais de moda de rua, e ver as fotos e checar os créditos pra entender que lojas fazem sucesso com as pessoas que vivem no destino
  • pesquisar lojas legais no destino, usando palavras-chave no google como 'moda original em xxx' ou '10 lojas legais de roupa feminina em xxx' (em português mas também na língua de lá)
  • checar se o destino tem semana de moda (mesmo que pequenina) e procurar a lista dos designers que se destacam por valorizar elementos da cultura local

E então tentar suprir demandas nesses lugares! A idéia (sustentável) de apoiar produção local faz ainda mais sentido quando a gente tá fora de casa, nénão?

Se na vida toda a idéia é procurar o essencial, não atravancar o guarda-roupa com excessos, cuidar das roupas que a gente tem pra que se viva por maaais tempo com o significado que elas carregam... compras feitas em viagem pode ser souvenirs, lembranças dos dias vividos no destino em que se esteve. Como pequenas materializações dessas lembranças que voltam com a gente e trabalham pra estender memórias alegres.

+ pra garimpar gostoso nos brechós do destino \o/
+ como descobrir que cores fazem a diferença no seu guarda-roupa
+ fórmula pra diagnosticar que peças (e tipos de peças) podem fazer a diferença (num exercício prático no fim da 1ª parte do nosso ebook!)
+ mais malas e viagens aqui no blog \o/

+QUER TRABALHAR COMO PERSONAL STYLIST?
+COMO CONSTRUIR UM GUARDA-ROUPA INTELIGENTE