CRIATIVIDADE É ANTÍDOTO PRO CONSUMISMO

Esse post faz parte de uma série de questionamentos, tem mais dessas idéias aqui, ó: COMO CONSUMIR MELHOR.

Comprar roupa nova é uma delícia, a gente sabe. Mas depender de compras pra se virar bem no guarda-roupa, pra se sentir bonita, pode ter um gostinho amargo: a gente se coloca num lugarzinho afobado, mergulhada em escassez, amparada em recurso externo, em produto, em coisas.

Por outro lado, quando a gente se propõe a exercitar criatividade, a experimentar novos usos pras roupas que a gente já tem, o que acontece é empoderador: esperteza e aprendizado (sobre moda e sobre a gente mesma) são recursos internos -- e, no lugar de buraco na conta bancária, rendem satisfação, orgulho da gente mesma.

Não tem a ver com quantidade de coisas, tem a ver com um novo olhar pra fazer render o que já tá no armário.

Empoderamento é isso: se sentir linda redescobrindo peças que a gente já tem no armário, sentindo que o dinheiro gasto valeu um pouquinho mais a cada (re)uso das nossas roupas, sem precisar comprar coisas novas.

CRIATIVIDADE = recurso interno
PRODUTO/COISA = recurso externo

Sacou? A gente se fortalece emocionalmente (pra vida) quando finca os pés no aperfeiçoamento dos nossos recursos internos, deixando de depender dos externos pra se sentir ótima.

+ comprar deveria ser consequência de ser