DEPOIS DE REAPRENDER A SE VESTIR...

(série de conteúdos produzidos pela Cris na 1ª gravidez dela - todos os posts dessa série estão aqui.)

...a gente tem que reaprender mais uma vez! Na verdade a gente tem que reaprender sempre. Porque nossas vidas estão sempre mudando, a gente está sempre mudando e o jeito que a gente se veste tem sempre que acompanhar.

Eu convivi nove meses com o corpo ficando maior a cada dia, tendo que me virar com meia dúzia de vestidos e duas calças. E nos seis últimos meses, aos pouco fui voltando a me reconhecer no espelho - e me deparei com novas atividades no meu dia a dia: sentar no chão, amamentar, caminhar pela casa balançando um bebê no colo, dançar pra fazer a Estela rir e ainda assim estar prontinha (e bem arrumada!) pra sair e encontrar clientes, fazer reuniões, trabalhar no shopping, gravar vídeos pra nossa produção de conteúdo... ufa!

E que roupa é essa que funciona pra tudo isso? Tudo que for confortável e elegantezinho ao mesmo tempo.

Na verdade a maior preocupação é com a amamentação, meeeeeeesmo: durante a gravidez ninguém explica pra gente que um bebê é capaz de sugar a nossa alma enquanto mama, né? Não é só leite que sai, não, sai toda a nossa energia também. Por isso meu melhor amigo pós amamentação é o blush: não vivo mais sem ele!

A gente aqui na ODE sempre desconfiou dessas "listas do que todo mundo tem que ter no guarda-roupa", em que a camisa branca é tratada como item fundamental - especialmente agora, na amamentação, eu confirmei essa nossa inclinação: apesar da praticidade dos botões, não tem como não ficar toda amarrotada depois de alimentar o nenezinho. Por aqui a malha rolou melhor, como  uma opção bem mais eficaz que o tecido plano. Pra não ficar sem graça, a ideia é procurar peças que tenham uma modelagem interessante, que não sejam 'uma simples blusa de malha', sabe?

Outra coisa que reparei é que coordenar duas peças é muito mais prático que usar um único vestido, principalmente quando a gente amamenta fora de casa. A não ser que o vestido seja tipo chemise ou tenha abertura na frente, blusas são bem mais fáceis de ser levatadas, sem que se tenha tanta "exposição da figura" assim - por conta dessa exposição, me acostumei a sempre carregar um lenço maior ou uma pashmina (nos dias mais frios), pra me proteger quando for preciso. Quem tem mais dicas boas?

(Por fim: ce lembra que eu reclamei dos sutiãs de amamentação, dizendo que não achava nenhum bonitinho? Uma amiga indicou a linha "mamãe" da Jogê - que é mesmo super bacana, com estampas, rendas, em malhas e cores fofitas - tipo cinza mescla. Agora sim!)