PASSO-A-PASSO DA ROUPA (DE FESTA) FEITA PELA COSTUREIRA

Finzão de ano é tempo bom pra escolher referências de vestidóns pra fazer com costureiras, né. Vale fazer parte de cima de um vestido e parte de baixo de outro, vale mudar a manga, arrumar comprimento, aplicar bordados, abrir/fechar decotes e mais. A gente tem a referência e começa a pensar no tanto que vai arrasar na festa, mas tuuuudo que rola antes é essencial pro sucesso do look!

A gente ensina isso pras nossas clientes de consultoria de estilo sempre que rola pensar num look assim, desde antes de "nascer". Esse é o passo-a-passo que a gente segue pra organizar demandas, atenção e entrega -- especialmente pra looks de festa feitos pela costureira, ó:

TECIDO

Não adianta escolher o vestido mais glamouroso do mundo (e comprar brinco e pensar na maquiagem e escolher a bolsa e tals) se o tecido de que ele é feito não for bacana. O material que confecciona qualquer roupa de festa é o que determina (de-ter-mi-na) sofisticação -- sabe vestidón com cara de loja de aluguel? Então! Se a idéia é sofisticar, vale procurar o melhor que se puder pagar: a fibra mais natural (alô sedas) ou a melhor sintética que puder (quanto mais mistura com fibras naturais, melhor). Esse é o fundamento de elegância que qualquer festa de usar vestidón demanda da gente.

CAIMENTOS

Daí que uma coisa tá ligada à outra: o tecido tem que funcionar no caimento, o caimento tem que acontecer no tecido escolhido. Gordurinha de costas não precisa aparecer, meia-calça por baixo da roupa não precisa marcar, alça não precisa dividir a carne -- sabe essas coisas?  É essa a hora de avaliar o próprio tipo físico e pensar se o vestido pode ser mais soltinho embaixo ou em cima, se precisa de mangas, se tem decote, se marca a cintura (mais pra cima ou mais pra baixo), etc etc etc.

[Tweet "É a roupa que tem que servir em você, e não o contrário!"]

DETALHES

Só com material e forma definidos é que a gente começa a pensar nos detalhes extra do look-festa -- na prática á tããão mais corriqueiro a gente começar por aí... e então o resultado não dar tão certo, nénão. Veja: se a gente já sabe de que o vestido é feito e como ele vai "cair" sobre a silhueta, fica fácil pensar em brilhos, bordados, drapeados, nesgas, amarrações, aplicações e mais.

ACESSÓRIOS

Acessório = complemento. Tá tudo pronto? Ok então pra pensar em brincos, colar, pulseiras, adereços de cabelo (tão legais e tão pouco usados não gente?), sandálias/sapatos e bolsinha. Toques finais pra uma preparação que pode garantir noites deliciosas, com energia, originalidade e elogios!

+ as costureiras e a personalização
+ roupa desde a idéia (quando a gente fez vestidos de festa no costureiro, ó!)
+ costureira em casa todo mês
+ diferença entre ajustes e reformas

NOSSA NEWSLETTER SEMANAL chega aí no seu email com mais questionamentos, facilitadores de vida e idéias práticas sobre estilo pessoal e consumo consciente. ASSINA PRA RECEBER!