REAPRENDENDO SEMPRE

(série de conteúdos produzidos pela Cris na 1ª gravidez dela - todos os posts dessa série estão aqui.)

Durante a gravidez eu fiz alguns posts sobre as dificuldades pra se vestir que ia encontrando durante os meses de barrigão e que soluções eu arrumava. A gente aqui na ODE acredita que se vestir deveria ser um prazer pra todo mundo, afinal a gente tem que se vestir todos os dias, certo? E por isso tenta escrever sobre esse tema de uma forma que o maior número de pessoas possa se identificar e aproveitar e experimentar...!

Acontece que a gente está reaprendendo a se vestir sempre, e vai ser pra sempre assim. Porque agora eu estou grávida, mas daqui a pouco (aliás, bem pouco!) não vou estar, mas vou ter uma rotina completamente diferente da que tenho hoje, e depois pode serque minha rotina volte a ser a de hoje (ou não!) e a vida vai mudando e a gente vai mudando junto - e o que a gente veste tem que ir mudando junto também, não é mesmo? Profissões mudam, estados civis mudam, a cidade ou estado ou país onde se mora pode mudar. Guarda-roupa tem que ser dinâmico e não estático!

Voltando à gravidez... Resolvi, agora no finalzinho, dividir algumas coisinhas extra que aprendi e que acho que pode ajudar outras gestantes.

1)
Não importa como a gente está vestida, como está a nossa olheira, a bagunça que está o nosso cabelo: grávidas são sempre lindas. Todo mundo olha pra barriga e elogia! A gente vive um período em que uma "parte vale pelo todo", sabe? E a tentação de se acomodar - porque a gente já está mais pesada, com mais calor, mais cansada - é muito grande. Mas não precisa, gente! Porque a gente não é só aquela parte, a gente é o todo, mesmo. <3 Então, por maior que seja o calor (ou o cansaço) e por menor que seja o guarda-roupa (porque as opções vão mesmo ficando reduzidas com o passar dos meses), vale a pena o esforço de se arrumar, se maquiar um pouquinho. A auto-estima vai lá em cima - e mesmo que todo mundo só olhe pra barriga, pelo menos o resto virou uma "boa moldura".

2)
Acessórios são os melhores investimentos! Colares, pulseiras, brincos (anéis nem tanto, porque os dedinhos ficam inchados), lenços... Eles multiplicam o uso daquelas-duas-calças-mais-aqueles-três-vestidos-que-compõem-o-guarda-roupa e dão personalidade. E hoje em dia tem tantas opções legais!

3)
Um bom corte de cabelo também ajuda! De preferência um bem prático, que não deixe a gente horas com o secador em cima da nossa cabeça - a gente já está sentindo calor bem antes disso!

4)
Durante a gravidez o quadril aumenta, os seios aumentam... ótima desculpa pra investir em lingerie. Eu aproveitei pra comprar todas coloridas, com renda, de tule, beeeeeeem lindas, mesmo. Ninguém (ou quase ninguém) vê, mas faz tão bem pra nossa auto-estima! Em geral, lingerie de amamentação é uma desgraça (sério, tem muito mais opção deprimente do que animadora) então é bom se proporcionar um pouquinho de luz antes de um período de trevas, né?

5)
Minha melhor dica é: procurar nas nossas lojas preferidas, onde a gente já está acostumada a comprar nossas roupitchas, peças que sirvam pra gravidez! Sempre tem alguma coisa que funciona e a gente continua com a nossa cara, não perde a nossa identidade, sabe como? Porque eu posso ser a mãe da Estela, mas não quero abrir mão de ser a Cris!