SHOPPING NÃO É LAZER

Chega o fim de semana, aquele solzinho gostoso, a gente aproveita pra "passear" no shopping... ALÔ! A gente cresce aprendendo que shopping é passeio, mas não! Passeio tem a ver com entretenimento, tempo de lazer pode possibilitar conexão entre pessoas (que pode aprofundar emoções!), pode aumentar nosso repertório e enriquecer nossa experiência humana, pode até gerar questionamento e eventualmente expandir horizontes na vida. Vamos combinar que não tem expansão de horizontes dentro de uma caixa de concreto rodeada de vitrines, né.

+ "As enormes construções provadas não são a cidade, mas são formas de os grandes investidores controlarem o espaço urbano" (Saskia Sassen pra Folha de SP)

vamos combinar que não tem expansão de horizontes dentro de uma caixa de concreto rodeada de vitrines, né.
vamos combinar que não tem expansão de horizontes dentro de uma caixa de concreto rodeada de vitrines, né.

O sistema quer que a gente compre pra existir ou pra ser reconhecido -- mas a gente já existe! E já tem família e amigos conquistados na vida, que já amam a gente sem que a gente precise comprar nada. Passeio em shopping - especialmente esse do fim de semana "sem pretensão" -- rende compras feitas quase sempre sem necessidade ou demanda raciocinada, que rolam só por ocasião do passeio. Na hora é sempre gostoso comprar aquela coisinha, mas depois pode vir angústia, frustração, culpa... e a gente vai querendo comprar mais pra sentir o gostosinho da hora de novo. E assim a gente vai abrindo mão do fim de semana, de viver a vida do lado de fora, de adquirir experiências e interagir com pessoas... pra encher o armário com MAIS roupa.

Vale pensar (tamos pensando junto!): o seu passeio pro próximo fim de semana tem céu? Sua programação de entretenimento vai render satisfação que você pode continuar sentindo por teeeeempos (ou passa rapidex)? Seu lazer rende descobertas que aperfeiçoam seu olhar pro mundo e pra vida? -- Por que ó, roupa não faz nada disso acontecer, viu.

+ comprar deveria ser consequência de ser
+ comprar não é a solução mais esperta

QUER TRABALHAR COMO PERSONAL STYLIST?
COMO CONSTRUIR UM GUARDA-ROUPA INTELIGENTE