SOBRE REFERÊNCIAS E REPRODUÇÕES

Quando a gente conversa sobre se inspirar em referências a gente tá falando também sobre personalização. A gente tem que se apropriar de elementos de cada referência que ama, pra então fazer esses elementos aparecerem nos nossos looks com a nossa cara, com as nossas peças, com o nosso jeito. A referência não vale de nada se copiada igualzinha, sem tirar nem por: NÃO IMPORTA DE ONDE VEIO A IDÉIA, IMPORTA PRA ONDE A GENTE LEVA ESSA IDÉIA! O que a gente adora numa imagem tem que ser adaptado pro nosso estilo de vida, pra agenda do nosso dia, pro nosso corpo e pras nossas vontades. Autenticidade é isso aí, na prática.

afraid.png

Também não tem graça ter um muralzão (ou uma pastona no computador) com mil referências legais - de looks, de arte, de coordenações de cores etc etc etc - se a gente não reproduz essas referências do nosso jeitinho-autêntico-de-ser. Uma idéia ruim colocada em prática é ainda melhor do que uma idéia maravilhosa que não sai do papel, que não ganha vida própria (em frente ao nosso espelho!).

Vamos todas fazer o dever de casa, reunir imagens de inspiração, exercitar a equivalência dessas imagens com o que a gente tem no armário e vamos perder o medo de experimentar, gente. Vamos ser felizes com moda que só assim é legal.