SUBSTITUA CONSUMO POR AUTOESTIMA: O EBOOK!

A gente aprende tanto quanto compartilha e o tema “consumo consciente” faz parte do nosso repertório diário de treinamento com clientes de consultoria há alguns anos. Cada trabalho rende uma nova experiência em relação a produtos, marcas, maneiras de cuidar do que é excesso, soluções pro descarte desse excesso — em especial porque cada serzinho humano é único e tem uma relação única com suas coisas. Compreender que não existe um só parâmetro que determine quanta roupa é suficiente, de quanto se precisa num armário, o que realmente tem utilidade pra uma ou pra outra mulher... Tudo isso faz a gente pensar e repensar a ética e a sustentabilidade das escolhas que fazemos (e que orientamos nossas clientes a fazer).

A estrutura do nosso SUBSTITUA CONSUMO POR AUTOESTIMA: O GUIA DE COMPRAS CONSCIENTES DA OFICINA DE ESTILO é bastante inspirada no livro Regras da Comida, de Michael Pollan. Nele, o autor dá direções simples e objetivas pra se escolher o que comer, querendo descomplicar um tema tão problematizado por dietas controversas, alimentações restritivas disso ou daquilo, nutricionistas-estrela e palpiteiros profissionais nas redes sociais. 

ebook-substitua.gif

Nossos olhos brilharam com a possibilidade de produzir um “irmão” do Regras da Comida pensado pra escolhas de vestir, raciocinando o consumo de roupas com esse viés da descomplicação (sem esquecer que: comer > vestir). Nosso consumo de roupas também tá bem desregulado por uma série de maus hábitos que desconectaram nossas vontades das nossas necessidades, do que é bom pra gente. Pensar em como a gente consome moda do ponto de vista da ética é uma preocupação relativamente nova e ninguém tem todas as respostas, ou mesmo alguma resposta definitiva. Então, pra puxar essa conversa — que pode render tanto mais! — a gente organizou um conjuntão de 61 regras aprendidas/exercitadas na nossa experiência prática, no dia a dia do nosso trabalho como consultoras de estilo. Não são regras impostas de cima, cravadas na pedra e entregues ao povo, são antes parâmetros que podem ajudar a raciocinar o consumo, a necessidade, as vontades. 

-com prefácio de Juliana Cunha
-com design do Estúdio Claraboia

Tem essa ideia de que “comprar roupas é um investimento na gente mesma”, mas essa é uma ideia 100% furada: roupa é gasto, e não investimento. A gente é mais esperta quando usa as roupas que tem até gastar — antes de gastar de novo com outras roupas. ;-)

Aqui na ODE não tem ninguém cooooontra o consumo, mas todo mundo aqui é a favor de um consumo raciocinado, utilitário de verdade, eficaz. Esse nosso compilado de regras tem a intenção de afinar nossas escolhas e melhorar a nossa relação com o dinheiro, com as nossas coisas, com o tempo e com os nossos desejos mais autênticos. <3


SUBSTITUA CONSUMO POR AUTOESTIMA:
O GUIA DE COMPRAS CONSCIENTES DA OFICINA DE ESTILO

SUMÁRIO

  • Sobre a ODE: estilo a partir de um olhar amoroso pra dentro e outro de cuidado com o mundo
  • Sobre este e-book
  • Disclaimer da nossa linguagem
  • Prefácio (por Juliana Cunha)
  • Intro: A diferença entre consumo e consumismo
  • Quando comprar? (Quando precisar — Como separar necessidade, desejo e impulso) 
  • O que comprar? (Coisas de qualidade — Ética, esperteza, durabilidade)
  • Como comprar? (Com parcimônia — Como fazer escolhas certeiras)
  • Conclusão
  • Agradecimentos
  • Direitos autorais e reprodução
  • Ficha técnica
  • Ficha catalográfica