MEIA-CALÇA QUE ESQUENTA DE VERDADE!

Quem já apelou até pra sobreposição de calça jeans e todo tipo de visual mendigo na batalha contra esse nosso frio tropical certamente inveja aquelas gringas lindas, que saem pra vida em pleno inverno usando apenas: casacão na parte de cima e meia-calça na parte de baixo.

Parte do dom de enfrentar um inverno rigoroso dessa forma é genético e espiritual, claro :) mas a outra parte diz respeito ao conhecimento dos materiais mais quentinhos. Assim como brasileira sabe muito bem quais camisetas e vestidinhos passam na prova do verão carioca, parisiense sabe exatamente com que meia-calça sai de casa pra comer baguete em dezembro.

+ curso de formação em consultoria de estilo
+ como construir um guarda-roupa inteligente

A dificuldade na escolha da meia-calça é que nessa peça, ainda mais do que nas outras, a gente não pode se deixar enganar pela aparência: tem mesmo é que ver a composição do tecido porque duas meias da mesma grossura esquentam de maneiras completamente diferentes! Então, a estatégia de olhar apenas a gramatura do fio não funciona. Ser fio 70 em acrílico é uma coisa, já em microfibra é outra coisa.

Uma meia de microfibra, por exemplo, é feita de filamentos super finos e suaves, mas que não dão conta de proteger perna de moça friorenta nem no inverno de brinks que a gente tem aqui no sudeste brasileiro. Microfibra é tecido para primavera, outono, pra moça do nordeste ou pra calorenta que quer apenas dar uma coberturinha na perna.

postju1

o acrílico é uma fibra sintética que tenta imitar a lã e, portanto, é bem mais quentinha. O legal do acrílico é que ele esquenta bastante sem dar volume, então, dá para fazer um monte de look mais cheinho na parte de cima, com suéter grosso, que vai bombar no inverno, sem ter que usar calça na parte de baixo do corpo.

O tecido acrílico tem um toque parecido com o da lã, fazendo o efeito “boneca de pano”. Por isso, é mais legal usar essa meia com roupas em tecidos/materiais mais lisos e lustrosos -- como o couro, as malhas pesadas e o neoprene - do que com outros tecidos cheios de textura, como a lã verdadeira.

As meias grossonas, de lã, têm uma pegadinha: você olha pra elas e diz “meu deus, é tudo que eu preciso nesse inverno”. Acontece que esse tipo de meia, geralmente sem elastano na composição, deixa o ar passar entre as fibras e não esquenta tanto quanto parece.

Quem quer disfarçar perninha grossa pode procurar meias mais transparentes, que mostrem mais a pele por entre as fibras. Geralmente, isso significa que a meia terá um fio menor (tipo fio 40) e, portanto, será menos quente. Nesse caso, cabe ao tecido adiposo mostrar do que é capaz! ;-)

*Juliana Cunha é jornalista e colaboradora do blog da Oficina de Estilo, que sorte a nossa :) ce pode ler outros textos dela pra Oficina aqui -- e os textos autorais dela no Já Matei Por Menos, ó!